MARINA

Má li esse poema umas dez vezes. Foi a coisa mais bonita que já fiz. Andei trocando umas palavras, corrigindo vou mandar de novo prá vc montar um slide vou mandar imprimir e mando p/ vc pelo correio MARINA No ambiente amplo Paredes brancas, Iluminado por uma Réstia de luz Qu’escapava esguia Por cortina balouçante, Uma marina deslumbrante, Com mares azuis, tal Olhos de uma diva. O píer branco qual Espumas das ondas O conjunto enfeitando. Barcos que partiam E chegavam Se quem ia ou voltava Não sei se ria Ou só chorava. Ah! como amava Esta marina que, De amor minha Vida povoava 22.03.09 LUIZ BOSCO SARDINHA MACHADO ........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................ QUEM SOU EU MARINA SILVEIRA- PROFESSORA, TECNÓLOGA AMBIENTAL E ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

No - 137 – COLUNA DO SARDINHA



A ERA DO BLEFE"


Blefe é o aportuguesamento de uma palavra – bluff - largamente utilizada nas mesas de poker dos Estados Unidos e significa dissimulação, logro, engodo, etc.
Note que bluff não significa obrigatoriamente trapaça, mas uma forma de levar o adversário a acreditar naquilo que você o induz a fazê-lo.
O blefe é uma verdadeira instituição americana, que adora poker e leva tão a sério a arte de blefar, que o bluffer, o blefador, é venerado, copiado e imitado.
Quando Barack Obama iniciou sua campanha vitoriosa à Casa Branca, cujo slogan era “We can” (nós podemos), sua plataforma diferia da água para o vinho do governo de seu antecessor e basicamente, no plano externo fundava-se: na aproximação com todos os países indistintamente, inclusive os denominados por Bush como eixo do mal; fim das intervenções armadas no Afeganistão e no Iraque; desmobilização da base de Guantánamo em Cuba.
Prometia enfim, um governo de “esquerda”, onde as minorias teriam voz e vez e as questões sensíveis, que dizem respeito ao humanismo seriam prioridade.
À braços com uma crise mundial, Obama tinha créditos de sobra para enfrentá-la e saiu-se vitorioso, mas a imprensa não diz, essa vitória custou-lhe caro, politicamente e o tempo irá provar.
Um ano após eleito, o presidente americano parece que descobriu que entre a teoria e a prática existe um Mississipi de distância. Obama parece que encontrou a “direita”.
Se vale o dito “uma pessoa, um voto”, vale a contrapartida “um dólar é um dólar”. Afeganistão, já não é bem aquilo e lá vão mais setenta mil soldados. O Iraque precisa ainda ser “pacificado” e os prisioneiros de Guantánamo, ninguém os quer no quintal.
Na questão climática, o chamado mercado de carbono que envolve os valiosos dólares, as informações da presença americana num eventual protocolo de Copenhagen mudam de direção aos ventos do clima e das informações desencontradas e a assinatura americana é tão incerta quanto a quantificação dos números de CO2 retirados do meio ambiente pelo Brasil, por exemplo.
Pais que vai a Copenhagen levando na bagagem a ambiciosa meta de seqüestro , diminuição das emissões, em 40% do gás carbônico que despeja na atmosfera até 2.020, ao mesmo tempo em que denota um absurdo descomprometimento com questões ambientais internas.
Aliás, a todos os países em desenvolvimento interessa a imposição de altas metas de retirada de gás carbônico do meio ambiente, por que mercê da incipiente industrialização, sobrar-lhes-ão excedentes que poderão ser vendidos a países do primeiro mundo, gerando com isso milhões de dólares em receitas.
Seria interessante que se aproveitasse Copenhagen, onde Lula está posando de defensor do clima do planeta e se mostrasse a realidade dos desastres ambientais praticados por este governo e se exigisse dele uma explicação satisfatória, para intuir-se a sua real intenção.
Enumeraríamos algumas questões que vão muito além da conversa vazia, como a transposição do São Francisco, as hidrelétricas do rio Madeira e de Belo Monte, a reforma extemporânea do Código Florestal e o mais recente absurdo, a autorização para plantio de cana de açúcar, uma cultura que causa degradação ambiental irreversível, no santuário ecológico do pantanal matogrossense.
Ao preterir o ministro do Meio Ambiente e nomear a ministra-chefe da Casa Civil como a representante do Governo em Copenhagen para a Conferência do Clima, Lula sinalizou com quais critérios utiliza nas coisas que dizem respeito à sobrevivência na Terra: midiático e político.
Escolha infeliz e equivocada, que demonstra apenas o interesse da permanência no poder, pois no currículo da ministra consta, que além de ser candidata à sucessão de Lula, foi Ministra das Minas e Energia e é atualmente membro do Conselho Diretor da não muito ecológica Petrobrás.



Luiz Bosco Sardinha Machado

OBAMA É NEGRO, MAS A CASA É BRANCA. DILMA É PT O OUTRO NÃO. LULA É SOCIAL DEMOCRATA E REFORMISTA MÃE DOS RICOS E PAI DOS POBRES. Ivanildo


--------------

acho ok, protestar contra o governo e suas burradas cotidianas, mas sinto que nada se falam por exemplo de governos de esfera municipal do aumento de salários para deputados, vereadores e prefeito do aumento do IPTU, das enchentes na capital paulista da falta de limpeza da cidade do cegueira da nova luz, da propaganda mentirosa, de mentira de que limparam os “noias” da cidade e que limparam o leito do rio tiete, que o “estuprador de hipocondríacos aposentados” só criou os remédios genéricos a base de fubá para beneficiar a própria classe já que dizem que ele ou alguém da família dele é sócio de laboratório. As vezes eu sinto que as pessoas que protestam parecem de plantão a serviço de algum oposicionista, diante de toda esta sujeira só da para afirmar uma coisa políticos e fraldas tem que ser trocado todos os dias e pelos mesmos motivos.


Luiz Calanca


---------


Até baixarem um FTP no meu computador, eu sempre votei por mim. Aliás, eu sempre anulei meu voto, pois acho que político nenhum presta, alguns até dão para o gasto.


Mas não perco meu voto quando voto. Sempre voto consciente e não culpada pelos políticos que estão lá. Não fui eu quem os coloquei. A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS, Coitado, Deus anda meio desajeitado. Pode ter consciência que eu saberei em quem votar.
Um grande abraço.
Fique com Deus e que ele te abençoe.
Ana Cláudia

--------------

SERA QUE O MUNDO MUDOU, OU NóS É QUE COLOCAMOS óCULOS?


Um abração Schess










3 comentários:

Rodrigo disse...

Meu seu blog é espetacular show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog
Um grande abraço e tudo de bom
http://maximumforma.blogspot.com/

a brasa do sardinha disse...

sÃO ESSES DEPOIMENTOS QUE ELEVAM O TRABALHO E NOS CONVIDAM A CONTINUAR. ABRS

SergioChristino disse...

Olá, seu blog esta espetacular, um sucesso espero que vocçê alcance seu objetivo, seus posts são ótimos, este em especial está super legal, espero que o povo saiba votar na próxima eleição. Um grande abraço....