MARINA

Má li esse poema umas dez vezes. Foi a coisa mais bonita que já fiz. Andei trocando umas palavras, corrigindo vou mandar de novo prá vc montar um slide vou mandar imprimir e mando p/ vc pelo correio MARINA No ambiente amplo Paredes brancas, Iluminado por uma Réstia de luz Qu’escapava esguia Por cortina balouçante, Uma marina deslumbrante, Com mares azuis, tal Olhos de uma diva. O píer branco qual Espumas das ondas O conjunto enfeitando. Barcos que partiam E chegavam Se quem ia ou voltava Não sei se ria Ou só chorava. Ah! como amava Esta marina que, De amor minha Vida povoava 22.03.09 LUIZ BOSCO SARDINHA MACHADO ........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................ QUEM SOU EU MARINA SILVEIRA- PROFESSORA, TECNÓLOGA AMBIENTAL E ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

BEM-VINDO 2.011



O ANO 2011 é já uma realidade.

Que neste novo ano que se inicia, você possa viver intensamente cada momento, com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção.


Enviado por Iracema Dantas de Araujo

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

COLUNA DO SARDINHA

O MICO ANDOU A SOLTA

30.12.2.010

Nos últimos  trezentos e sessenta e cinco dias viemos colecionando micos. Foram tantos que além de perdermos as contas, ficamos sem saber qual o maior e se ainda já terminaram, pois ainda temos um dia pela frente.

PERSPECTIVAS 2.011

Empresários e economistas explicam por que o Brasil crescerá menos em 2011

Papel de Parede - Perspectiva Azul 1600x1200



País deverá crescer no máximo 4,5% em 2011, pois faltam estrutura e condições adequadas a uma expansão maior do PIB, obrigando o governo a adotar medidas para conter o aquecimento da economia.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

SEM REFORMAS EXPORTAÇÕES NÃO DESLANCHAM

A


As reformas estruturais são indispensáveis para que as exportações brasileiras ganhem novo dinamismo

s reformas estruturais são indispensáveis para que as exportações brasileiras ganhem novo dinamismo


Fonte:[ revistafator.com.br]

As reformas estruturais são indispensáveis para que as exportações brasileiras ganhem novo dinamismo nos próximos anos. A avaliação é do vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. A entidade divulgou no dia 16 de dezembro (quinta-feira),a previsão da balança comercial para 2011.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

REFLEXÕES SOBRE "O ENSINO" NO BRASIL

J'ACUSE (EU ACUSO)

(Tributo ao professor Kássio Vinícius Castro Gomes)



« Mon devoir est de parler, je ne veux pas être complice.
(Émile Zola)
Meu
(Émile Zola)


Foi uma tragédia fartamente anunciada. Em milhares de casos,
desrespeito. Em outros tantos, escárnio. Em Belo Horizonte, um
estudante processa a escola e o professor que lhe deu notas baixas,
alegando que teve danos morais ao ter que virar noites estudando
para a prova subsequente. (Notem bem: o alegado “dano moral” do
estudante foi ter que... estudar!).

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

EDUCAÇÃO À PROCURA DE RUMO



A presidente eleita Dilma Rousseff declarou que a Educação no Brasil está devidamente equacionada. Cabe examinar, portanto, se o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) é portador de uma agenda de futuro, levando à conquista de novos patamares. Parece que não.

domingo, 26 de dezembro de 2010

CONJUNTURA - PERSPECTIVAS PARA 2.011


a vai deixar saudade...Conjuntura - 2010...O ano de 2010 já era, como se costuma dizer.  Um novinho em folha está à disposição,  para gastá-lo como desejado – por ora. O problema é saber como isso será feito. Conhecendo bem o País,  será um ano muito difícil para nós, talvez fazendo 2010 deixar saudade.



Esperamos que não, pois pode não ser um bom exemplo. Houve crescimento econômico substancial, é verdade. Mas, como é comum, só contamos 2010. E 2009? Houve queda de 0,5% no PIB, o que reduz a média desses dois anos a míseros 3,5% ao ano, a média da década. E nos últimos 30 anos, a menos de 3% anuais.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

No. 184 – COLUNA DO SARDINHA


No. 184 – COLUNA DO SARDINHA     

O SOL NASCEU PRA TODOS

A Lágrima



Era para ser apenas uma amena coluna de fim de ano. Sem grilos a atrapalhar um ambiente de festas.

Era para ser  apenas uma mensagem de esperança para um novo ano que virá. Sem transtornos para atrapalhar o clima etéreo.

IDÉIAS & IDÉIAS

O parlamento é a ferramenta da transformação



A afirmação que serve aqui como título é do deputado estadual Edson Brum. Acredito que ninguém duvida disso mas muita gente sabe que essa ferramenta quase nunca é corretamente utilizada na assembleia gaúcha. O parlamento é sim, sem dúvida, um lugar apropriado para importantes decisões. É, como dizem, a Casa do Povo. Toda a sociedade está lá representada e é lugar ideal para articulação e diálogo. O problema é que isto acontece raramente, por culpa de uma grande maioria da sociedade que lá não comparece e dos parlamentares que não conseguem dizer não a interesses de minorias barulhentas que lotam as galerias.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

COMPARTILHEMOS A ALEGRIA DESTA ÉPOCA

COLUNA DO SARDINHA




FIM DE FESTA

Com uma festa para cerca de oitocentos convidados, bem ao estilo PT de ser, o Palacio do Planalto marcou o fim da passagem de Lula por lá.

Um livro com cerca de oitocentas  páginas com as várias questões enfrentadas por Lula em seus oito anos de mandato foi distribuído aos presentes. Obviamente que tal  apenas exalta a administração que se finda, apresentando os seus aspectos positivos, esquecendo os aspectos negativos, que poderiam empanar o regabofes.

Pela dimensão do documento distribuído tem-se a dificuldade que encontraria qualquer escriba para resumir numa lauda o que se passou nestes oito anos. Ficar-se-ia em generalidades. É o que faremos.

Poderíamos pensar apressadamente, que o sucesso do governo petista, foi maior no campo externo, onde teria o respeito e a consideração do mundo todo, pois afinal Lula fora chamado de “o cara”, por nada mais nada menos que o presidente Obama, o que pavimentaria para Luiz Inacio o caminho para a  Secretaria da ONU, a Presidência do Banco  Mundial ou coisa parecida.

No entanto, a falta de política externa definida,  que num dia tomava café da manhã com Castro de Cuba, almoçava com Almadinejad do Irã e jantava com Chavez da Venezuela, no outro tecia loas bajulatórias aos americanos, tirou do petista qualquer chance de projetar o país no campo internacional e de conferir ao presidente qualquer cargo em órgãos multilaterais.

É de lembrar-se que Obama não veio ao país uma única vez e a Secretária de Estado Hillary Clinton, apenas uma.

No campo econômico, o balanço é favorável ao governo petista, que teve os bons momentos da economia a seu favor, o que o fez passar incólume pela crise de 98, que continua a fazer vítimas, a Espanha é a ultima e assim será até 2.014. O único senão é o excesso de endividamento interno e a capacidade do país em rolá-lo.

Na distribuição de renda houve um avanço considerável, impulso este em  parte artificial, pois obtido com programas de transferência de renda, de efeito multiplicador bastante relativo. Quando o Estado intervém na produção, substituindo o particular em áreas sensíveis ou de pouco interesse, está impulsionando a economia como um todo. Na outra hipótese está apenas incentivando o consumo e a produção de fontes já estabelecidas com pouco interesse em inovação e pesquisa.

Em muitas áreas Lula teve pontos a seu favor, só é lamentável que esse sucesso não se estendeu ao campo institucional. O Brasil está ainda, na idade da pedra como sociedade politicamente organizada e os exemplos são inúmeros.

 Temos  vícios serissimos que seguramente vieram a nós com o descobrimento e perduram até hoje. O colapso e ausência da noção de cidadania, espírito público e amor à pátria são alguns deles e isto foi visto e sentido no vergonhoso aumento abusivo de subsídios que deputados concederam a si mesmos e às outras esferas de poder.

Quem acreditou que Lula não teria capital intelectual para propor mudanças tão complexas, acertou. Preferiu dançar a mesma música desafinada que nos embala há séculos, que conhece muito bem aliás

Mas, que poderia tentar, poderia.

Luiz Bosco Sardinha, advogado e jornalista

LULA VETA PARTILHA DO PRÉ-SAL E APOIO À EDUCAÇÃO

Sancionada lei do pré-sal com veto à partilha dos royalties

23/12/2010 10:22,  Redação, com ABr - de Brasília
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quarta-feira a lei que define novas regras para a exploração de petróleo na camada do pré-sal. Como havia prometido, Lula vetou o artigo que determinava a divisão dos royalties do petróleo entre todos os Estados e municípios brasileiros. Outro artigo vetado destinava metade do dinheiro do Fundo Social do pré-sal a programas de educação.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

NO MUNDO DA LUA?

SONHANDO NO MUNDO DA LUA:



Sam de Mattos
  • Masculino
  • Moore, SC
  • Estados Unidos
E você bateu com o martelo, no final dele, bem na cabeça do prego: A PRODUTIVIDADE!
Os Chineses estão muito Nmais bem preparados em tecnologia do que nos. Nosso investimento em EDUCACÃO é FESES. Sem educação seremos para sempre uma REPUBLICA DE BANANAS, um vendedor de Minério de Ferro e importador de torneirinhas; um vendedor de petróleo e importador de pet ou plásticos.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

FORUM CARAJAS



 

TERRITORIOS DE EXTRATIVISMO DA MANGABA E DO BACURI EM ÁREAS PREVISTAS PARA REFORMA AGRÁRIA E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA NAS REGIÕES DO MUNIM E DO BAIXO PARNAIBA MARANHENSES

Afinal de contas, a que território eles se referem ou se referiam? Amostrar os percalços e os percursos sacramentados por inúmeros projetos e inúmeros programas que visavam e visam os agricultores e as agricultoras familiares com dinheiro do governo federal e da cooperação internacional encandearia os vazios de diagnósticos e os vazios de projeções elaborados a partir de materiais de uma lavra insignificante. Esses diagnósticos e essas projeções “magistrais” renderam e ainda rendem dolorosas antevisões de um futuro imprevisível e imprestável para a agricultura familiar e para o extrativismo maranhenses.

VETO AOS ROYALTIES GERA PROTESTO

UBAM mobiliza prefeitos em Brasília contra veto aos Royalties

O presidente da União Brasileira de Municípios, Leonardo Santana, enviou carta e e-mails para todos os 5.564 prefeitos brasileiros, convidando-os para uma grande mobilização em Brasília e em todo país, marcada para esta terça-feira, 21 de dezembro.  O Movimento a favor da sanção do projeto que estabelece a divisão dos Royalties já recebeu o apoio de centenas de prefeitos. O objetivo é pedir ao presidente Lula que não vete o projeto aprovado pela Câmara.

A UBAM está orientando os prefeitos que não puderem estar em Brasília para outras formas de mobilização. Eles podem, por exemplo, promover nos Estados mobilizações em parceria com as entidades estaduais de Municípios. O objetivo é mostrar à imprensa a determinação dos prefeitos em pedir a sanção de Lula ao projeto dos Royalties.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

O NATAL DA BAIXA RENDA

Baixa renda muda perfil de gastos no Natal

Roupas são presentes preferidos em todas as classes, mas eletrônicos se destacam para os emergentes

  
   Divulgação


O comércio se anima com a chegada do Natal. Que as vendas de praticamente todos os setores aumenta é um fato histórico, mas se engana quem pensa que o crescimento da renda das classes mais baixas no país e o seu desejo por eletro-eletrônicos faz com que esses sejam os únicos produtos desejados. Nessa época em que muitas pessoas devem ser presenteadas, as roupas se destacam como os produtos mais vendidos.

APAGÃO DE TALENTOS

Brasil tem Apagão de Talentos - Veja como tirar proveito disso



Fonte:|ogerente.com.br|

Ricardo Piovan

Nunca se falou tanto em apagão de talentos no Brasil como nos últimos anos. Este tem sido um efeito colateral negativo do crescimento econômico brasileiro. A falta de profissionais qualificados é a maior preocupação dos CEOS, revela a pesquisa “Global CEO Sudy 2010, realizada pela IBM.
A pesquisa apontou que no Brasil, a falta de mão de obra especializada e competente é o maior problema de 71% dos presidentes de empresas entrevistados. Um percentual superior à média mundial que é de 58%. Ricardo Gomez, diretor da consultoria da IBM América Latina revela: “Com o investimento das empresas aumentando, a competição pelos profissionais mais capacitados aumenta e há dificuldade para preencher vagas”.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

WIKILEAKS

No - 182 – COLUNA DO SARDINHA


O vazamento de mais de um cento e meio milhar de documentos do Pentágono vem sacudindo os mais diferentes países do mundo envolvidos em negociações ultra-secretas, a maioria delas dizendo respeito à segurança nacional, com a potência americana, que entende ter prerrogativas para tanto.

As informações divulgadas pelo site “Wikileaks” causou indignação em quase todos os países do mundo, pois segurança nacional não raras vezes, envolve negócios sujos ou não muito éticos e claros.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

FIM DE FESTA

Lula sai e não cumpre acordo com pobres



Fonte:|valoronline.com.br|

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai deixar o poder sem cumprir a promessa feita aos 49 países mais pobres do mundo de abrir o mercado brasileiro para seus produtos entrarem sem pagar tarifas. O programa "Duty Free Quota Free" sofre a resistência da indústria e o Palácio do Planalto parece ter outras prioridades em fim de governo. Enquanto isso, China e Índia avançam na abertura de seus mercados para os mais pobres.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

FORUM CARAJÁS

A REBELIÃO DAS ELITES CONTRA O CÓDIGO FLORESTAL E O CASO DA SUZANO NA REGIÃO TOCANTINA

Quando o assunto se refere às elites, quem sugerisse uma rebelião para mudar um quadro desfavorável passaria por um tolo, afinal são elas que legislam, administram e que determinam a partir e de dentro de qualquer quadro que seja. Quem gracejaria com um assunto sério como esse, caso da revisão do código florestal por parte do congresso nacional? Contudo, a rebelião das elites contra o código florestal brasileiro envenenou tanto as discussões políticas do país que um pouco de gracejo não faria mal nenhum, antes de afundar na auto-piedade e no ressentimento.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

LEI SECA

No - 181 – COLUNA DO SARDINHA                

Os  países  de melhor estrutura  política, organizacional e até moral, por isso mesmo  chamados  de Primeiro Mundo encontraram a fórmula de combater  a criminalidade, que não passa  obrigatoriamente pela reclusão dos transgressores da lei.
Apenas  por curiosidade dias atrás li uma matéria, que dizia da preocupação das autoridades suíças com a superpopulação carcerária, pois cerca de trezentos detentos (!) não teriam espaço necessário para cumprir suas penas. Quando se sabe, que no Brasil em alguns estabelecimentos carcerários  o número detentos é maior que dobro do número de vagas, tem-se a sensação de que algo está errado.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

ECONOMIA E MEIO AMBIENTE


DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL É POSSÍVEL?

Ricardo Rose

O conceito de desenvolvimento sustentável estabelece que "devemos crescer sem colocar em risco as mesmas possibilidades para as gerações futuras". Em outras palavras, devemos nos desenvolver econômica e socialmente de tal maneira, que não coloquemos em risco as chances das gerações futuras poderem fazer o mesmo. A afirmação é bastante justa, já que pretende garantir possibilidades de alcançar o bem estar a todas as gerações.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

FORUM CARAJÁS

O BANDITISMO EMPRESARIAL DAS MONOCULTURAS DE SOJA E DE EUCALIPTO NO BAIXO PARNAIBA MARANHENSE



O que eles têm a ver com aquela área? De fato, aquela área pertence à comunidade de Passagem do Gado, município de Barreirinhas. Ainda por cima, o Instituto de Terras do Maranhão empurrava a comunidade para um acordo com o produtor de soja. No acordo incluir-se-ia o documento definitivo da área de mais de quatro mil hectares e o aluguel de um trator que gradearia uma parte dessa área. O acordo previa a venda de mais de dois mil hectares de Chapada para o senhor Leandro Costa Soares.
O que eles têm a ver com aquela área? A área que o senhor Leandro Costa Soares insistia em desmatar para o plantio de soja ficava à beira do rio Preguiças. Segundo moradores do Pau Serrado, alguém pesquisara aquele trecho e encontrara potencial para a soja.  O senhor Leandro auxiliado por tratores e tratoristas iria desmatar mais de quinhentos hectares onde se alagam milhares e milhares de bacurizeiros. 
 
O que eles têm a ver com aquela área? Eles moram no povoado do Pau Serrado ,municipio de Santa Quitéria, e participam do curso de Manejo de Bacurizais no Pólo Coceira.  Em sua comunidade, espertaram-se para a luta da terra quando viram que a Suzano comprara mais de mil hectares da mão do ex-presidente da associação do Pau Serrado. Nesse processo de compra e de venda de terras na Chapada, a Suzano vem se dando de bem a custa de não sei quantos ingênuos ou não tão ingênuos quanto se pensa. O ex-presidente nem consultou a comunidade, não abriu nenhum processo administrativo no Iterma e vendeu quinhentos hectares para a empresa que na hora de desmatar abraçou ao todo mil hectares.
O que eles têm a ver com aquela área? Os moradores de Pau Serrado e do Sucuruju decidiram por defenderem os bacurizeiros e o rio Preguiças no enfrentamento contra o senhor Leandro e seus tratores. 

BRIGA PELOS ROIYALTIES MOBILIZA ES

Royalties: ainda há esperança 

da Folha da Cidade



Jamille Scopel 

 O Governo do Estado vai intensificar, durante esta semana, a campanha pela rejeição da Emenda Simon, que retira boa parte dos royalties do estado. Os membros da Ordem dos Advogados no Espírito Santo (OAB - ES) vão se reunir para decidir quais serão as ações do movimento pró-veto.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

CONSEG/LAPA SOCIEDADE MOBILIZADA


 MORADORES DA LAPA COMPARECEM EM PESO PARA A PALESTRA ORGANIZADA PELO CONSEG SOBRE  OPERAÇÕES URBANAS.

Nesta quarta-feira, 1º de Dezembro de 2010, cerca de 200 moradores da Lapa e Lapa de Baixo compareceram à palestra organizada pelo Conselho Comunitário de Segurança da região (CONSEG-Lapa). Cleide Coutinho, presidente deste conselho disse que é preciso  orientar os munícipes sobre as duas intervenções previstas para a região: Operação Urbana Lapa/Brás e Operação Urbana Água Branca.

A Geógrafa Ros Mari Zenha  e a Arquiteta e Urbanista Lucila Lacreta foram as convidadas para   apresentação da palestra e explicaram quais são as propostas dessas duas grandes intervenções urbanas. 

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Brasil entre os piores em transporte e logística

Brasil pior em transporte e logística

google Transporte brasileiro tem baixa avaliação, diz estudo da CNI Transporte brasileiro tem baixa avaliação, diz estudo da CNI
 
Da Agenda  2020 - O esforço feito pelo governo federal nos últimos anos, como a criação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ainda não foi suficiente para garantir a melhora da infraestrutura brasileira.

AS ÁGUAS VÃO ROLAR


No - 180 – COLUNA DO SARDINHA    

Vencido  o armistício determinado pelas eleições, onde os problemas brasileiros são puramente esquecidos, ou varridos para debaixo do tapete, voltamos a encarar a realidade do dia-a-dia, que é um tanto diferente da pílula dourada, que nos querem impingir.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

FORUM CARAJÁS

BAIXO PARNAÍBA: LUGARES DE PASSAGEM, POUSO E REPOUSO


                               

Onde realmente começa e onde realmente termina a zona rural? Já se foi o tempo que só se via mato para tudo que é lado. Algo se soltou desde então. Naquelas passagens, por onde muitos trafegavam de uma ponta a outra do município ou do estado e outros permaneciam extáticos em algum ponto estratégico prontos para recepcioná-los, respiravam-se inúmeros cheiros que exalavam de todas as partes. 

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

HÁ ALGO DE PODRE NO REINO DA EDUCAÇÃO

No  - 179 - COLUNA DO SARDINHA

Há cerca de quarenta anos iniciava-se a febre das faculdades particulares, autorizadas a torto e a direito pelo MEC, que seguia critérios no mínimo estranhos para a permissão de funcionamento de alguns cursos.

Isto motivou posteriormente a cassação de algumas instituições e a declaração de uma verdadeira guerra contra os cursos de “fim de semana”, que pululavam por aí,  mesmo a despeito  das pressões  políticas, que os poderosos grupos  que dominam o ensino particular no Brasil realizaram sobre o Ministério.
O governo FHC deu um grande passo no sentido de dar padrão de excelência ao ensino superior brasileiro ao instituir critérios de avaliação das entidades de ensino, que previam até a suspensão de funcionamento daquelas que não se enquadrassem dentro de padrões mínimos estabelecidos.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O BRASIL QUE NÃO LÊ

Alguém abre um livro
Da Revista Digital



Outro dia, falando num encontro de livreiros, eu dizia que todos nós, que trabalhamos com livros -que os escrevemos, editamos, distribuímos, vendemos ou promovemos-, devíamos nos sentir privilegiados. Nosso produto não anuncia na TV, não é vendido na farmácia junto com os xampus, fraldas e chinelos e, para ser apreciado, precisa ser lido linha a linha e ainda temos de lamber o dedo para virar a página. Mas, toda vez que um brasileiro abre um livro, o Brasil melhora.

AEROPORTOS SATURADOS

Ameaça de caos nos aeroportos brasileiros

 Com Agenda 2020
 
Claudio Fachel/JC Problemas do setor vieram quando milhões ascenderam à classe C, avalia Espírito Santo Júnior  
 
Problemas do setor vieram quando milhões ascenderam à classe C, avalia Espírito Santo Júnior
 
Jornal do Comércio (22/11/2010) - A falta de infraestrutura nos aeroportos brasileiros novamente foi o centro dos debates entre especialistas do setor aéreo e autoridades governamentais em evento de turismo.

sábado, 20 de novembro de 2010

LIBERDADE DE IMPRENSA

Guerra


“Democracia” é uma palavra quase tão gasta quanto a palavra “energia”. Quer ver?

Pode-se falar em democracia na escola (papo furado para não dar aula ou seduzir os alunos que não gostam de ter aula), democracia dos afetos (hoje transo seres humanos, amanhã, labradores, nada de “especismo”, porque cachorro é gente), democracia corintiana (dessa nem falo porque sou um palmeirense ressentido), democracia na família (mesmo que os pais paguem as contas, eles devem obedecer à base popular, isto é, os filhos), enfim, qualquer um pode inventar a sua própria democracia.